Quatro Rodas

Vídeo: Ducati revela nova Streetfighter V4 e Panigale 2020

Grande novidade é a variação naked da Panigale V4, mais confortável para uso “de rua”

23/10/2019 12:42

A Ducati se antecipou ao EICMA em duas semanas e revelou as novidades para 2020 nesta quarta-feira (23). Não foi por acaso, já que o principal lançamento é a Streetfighter V4. O novo modelo derivado da esportiva Panigale concorrerá no topo da categoria naked com a Kawasaki Z H2, também apresentada hoje. 

Horas depois da abertura do Salão de Tóquio e das revelações das marcas japonesas, surgiu a versão final da Streetfighter. O motor V4 da Panigale com 1.103cc foi reajustado, bem como as suspensões, com foco em uso “de rua”. Agora rende 208 cv a 12.750 rpm e 12,5 kgf.m a 11.500 rpm. Na esportiva são até 214 cv a 13.000 rpm e 12,6 kgf.m a 10.000 rpm. A relação de transmissão final foi encurtada para reforçar a aceleração, em detrimento à velocidade máxima. 

Outras modificações fundamentais estão no guidão mais alto e largo e na ausência da carenagem integral. Apesar disso, fica evidente o cuidado com a aerodinâmica nas linhas frontais. A estrutura alongada que comporta o farol e pares de asas de cada lado aumentam a estabilidade em altas velocidades. As asas inéditas em motos naked geram até 28 kg de pressão contra o solo a 270 km/h. Destes, 20 kg se concentram no eixo dianteiro e 8 kg no eixo traseiro. 

Assim como na esportiva, a versão S que se diferencia pelas suspensões eletrônicas Öhlins e rodas de alumínio forjadas Marchesini. O equipamento standard é um garfo Showa com amortecedores traseiro e de direção Sachs. Já os freios contam sempre com pinças dianteiras Brembo Stylema de quatro pistões, atuando com discos de 330 mm.  

O painel TFT com diferentes layouts, para uso de rua ou esportivo, dá acesso a configurações eletrônicas como na Panigale. Modos de pilotagem, controles de tração, largada, wheelie, slide e freio-motor. O pacote inclui quickshifter bidirecional e cornering ABS. A central IMU monitora a inclinação da moto e ajusta o funcionamento dos assistentes eletrônicos.    

Como parte das novidades para a linha 2020 foram atualizadas as Panigale V4 e 959. A V4 recebeu em todas as versões o pacote aerodinâmico da R, para uso em circuito fechados. Inclui asas laterais, mudanças na largura, nariz, bolha e direcionamento de ar ao radiador, para melhor fluxo em altas velocidades. A rigidez do chassi foi modificada para “melhor sensação da dianteira em ângulos de inclinação extremos”. O objetivo principal das atualizações foi tornar a V4 mais amigável e fácil de pilotar. 

Já a Panigale 959 foi rebatizada como Panigale V2. A nova carenagem remete às linhas da V4, ganha monobraço traseiro e ponteira única mais centralizada na moto. Evolui na eletrônica com central inercial (IMU) e o motor de 955cc atinge 5 cv extra. São até 155 cv a 10.750 rpm e 10,6 kgf.m a 9.000 rpm. 

 

©Copyright Duas Rodas. Para adquirir direitos de reprodução de conteúdo, textos e/ou imagens: marcelo@revistaduasrodas.com.br   

 

APLICATIVO



INSTAGRAM