Quatro Rodas

MotoGP: Zarco vai para Avintia Ducati depois de perder Honda

HRC terá os irmãos Márquez para 2020; sem opção, o francês aceitou correr de Ducati GP19 na equipe satélite

22/11/2019 03:11

A última indefinição entre marcas e pilotos para a próxima temporada da MotoGP está resolvida. Com os principais pilotos sob contrato até o fim de 2020, a grande dúvida era o destino de Johann Zarco. O francês foi dispensado de cumprir o segundo ano com a KTM e estava em busca de uma Honda. A mesma que há um ano ele trocou pela oferta da KTM, na qual não se adaptou em 2019.

O anúncio da aposentadoria precoce de Jorge Lorenzo há uma semana deixou vaga novamente a segunda RC213V. Mas a Honda foi rápida em escutar a sugestão de seu campeão Marc Márquez para que contratasse o irmão Alex. O Márquez mais novo chega com status de campeão da Moto2 e a dupla espanhola fica garantida por um ano. 

Restava Zarco encontrar sua moto para permanecer na MotoGP, ou voltar para a Moto2. As opções estavam esgotadas nas motos de fábrica e nas melhores equipes satélite. Entre a oferta como piloto de testes da Yamaha e uma Ducati GP19 na Avintia, ele ficou com a última. Não sem antes afirmar que a Avintia não era competitiva e que seria como voltar à KTM.

A mudança de postura se deu após uma conversa com o chefe da Ducati Gigi Dall’Igna. E um provável aceno de que, se mostrando competitivo com a GP19, poderia ter chance nos novos contratos da fábrica para 2021. A vaga na Avintia foi aberta com a demissão do piloto checo Karel Abraham.

 

©Copyright Duas Rodas. Para adquirir direitos de reprodução de conteúdo, textos e/ou imagens: marcelo@revistaduasrodas.com.br

 

APLICATIVO



INSTAGRAM