Quatro Rodas

MotoGP pode voltar ao Brasil em novo autódromo no Rio

Dirigentes da Dorna e do consórcio responsável pela construção da nova pista se reuniram com a intenção de retomar o GP Brasil em 2021

15/06/2018 03:06

O Rio de Janeiro (RJ) recebeu provas do Mundial em Jacarepaguá de 1995 a 2004. Desde então o Brasil deixou de sediar uma etapa do campeonato de motovelocidade e a pista deu lugar a construções para as Olimpíadas. A promessa de um novo autódromo foi feita pela Prefeitura na época, enquanto a Argentina construiu o seu em Termas do Rio Hondo e passou a receber a única etapa sul-americana.

Um novo passo foi dado no Brasil quando o consórcio privado Rio Motorsports acordou uma parceria com a Prefeitura para construir a nova pista. O terreno vago fica em Deodoro, Zona Oeste da cidade, e teve o projeto apresentado semanas atrás. Assinado pela Tilke Engineers & Architects, responsável por outros autódromos do atual calendário da Fórmula 1, está orçado em R$ 850 milhões ainda a serem levantados. Com nível de segurança que prevê homologações das federações internacionais de motociclismo e automobilismo (FIM e FIA), teria portanto a capacidade de receber competições de MotoGP e F1. 

Prazo para Yamaha definir equipe satélite vence em junho

Fábricas já têm os pilotos para 2019; veja como fica o grid

Jorge Lorenzo pilotará para a Honda em 2019 e 2020

Ainda está tudo no papel, mas os dirigentes da Rio Motorports já se reuniram com a organizadora Dorna. Foi firmada a intenção de receber um grande prêmio no Brasil em 2021, agora resta esperar que a construção ocorra no prazo previsto de dois anos.       

 

©Copyright Duas Rodas. Para adquirir direitos de reprodução de conteúdo, textos e/ou imagens: marcelo@revistaduasrodas.com.br  

APLICATIVO



INSTAGRAM