Quatro Rodas

Marzocchi é comprada por empresa italiana de engenharia

Prestes a fechar suas portas no ano passado, tradicional marcas de suspensões deve permanecer produzindo

12/01/2016 10:32

Depois de quase fechar suas portas no ano passado, a fabricante italiana de suspensões Marzocchi parece ter sido salva por uma empresa (também italiana) de engenharia. A informação ainda não é oficial, mas a imprensa europeia já confirma o negócio entre a ex-detentora da Marzocchi, a Teneco, e sua nova proprietária, a VRM. A tradicional marca de suspensões chegou a anunciar que fecharia as portas no ano passado, quando a Tenneco informou às marcas que utilizam o garfo italiano que o fornecimento seria cessado, atingindo diretamente algumas marcas como, por exemplo, MV Agusta, BMW, Ducati e Bimota.

Agora, de acordo com a imprensa italiana, o governo local e sindicatos da cidade natal do dono da VRM, Zola Pedrosa, unirão forças para salvar a Marzocchi e não deixar que 70 postos de trabalho sejam fechados. Uma rápida consultada no site da VRM revela que a empresa, fundada em 2004, produz componentes de chassi para diversas marcas, entre elas Ferrari, BMW, Ducati e MV Agusta.

Embora ainda extra oficial, a notícia está sendo encarada com bons olhos, já que fazer parte de um grupo italiano especialista em engenharia era tudo que a Marzocchi precisava para voltar a prosperar e não perder mais de mais 65 anos de história – a empresa produz suspensões desde 1949. 

APLICATIVO



INSTAGRAM