Honda CB e CBR 650 voltam redesenhadas e mais equipadas

Naked agora segue linha retrô da CB 1000R e esportiva fica mais parecida com a superbike CBR 1000RR Fireblade

18/03/2020 10:06

A Honda acaba de lançar no país a família 650 renovada. Apesar de partir da base estrutural e de motor/câmbio já existente, boa parte dos dois modelos foi revista.

Primeiro, a naked e a esportiva foram revistas do ponto de vista conceitual. A CB 650R agora remete ao conceito café racer “contemporâneo” da CB 1000R. Já a CBR fica mais esportiva do que sport-touring, o que também a deixou mais parecida com a CBR 1000RR. 

O motor de 4 cilindros com 649cc produz até 88,4 cv a 11.500 rpm e 6,13 kgf.m a 8.000 rpm. Antes, eram 87 cv a 11.000 rpm e 6,4 kgf.m a 8.000 rpm. 

No exterior havia um ganho no pico de 5 cv, para 95 cv a 12.000 rpm, e também no torque máximo, de 6,5 kgf.m a 8.500 rpm. Os ganhos não se repetiram na calibração brasileira, como vem ocorrendo nos últimos lançamentos da marca para a homologação local. 

De qualquer maneira foram realizadas mudanças no motor, com peças mais leves e nova admissão. O objetivo é entregar mais torque em médias rotações, como fizeram antes com a CB 1000R, em busca de mais eficiência e diversão em uso urbano. 

Os dois modelos passam a contar com embreagem assistida deslizante, de acionamento mais leve e que evita o travamento da roda nas reduções. No novo painel LCD colorido agora estão indicador de marcha e seleção do controle de tração.   

No chassi também há mudanças. Ficou 4 kg mais leve e recebeu novas suspensões Showa com pinças dianteiras Nissin de montagem radial. 

O garfo invertido de 41 mm tem funções separadas e pistão maior (BPF-SFF), como já se tornou padrão nas esportivas de alta cilindrada. Mas o único ajuste disponível é da pré-carga da mola no amortecedor. Os cursos são de 120 mm na frente e 128 mm atrás. 

Nos freios, as pinças dianteiras são de quatro pistões com discos de 310 mm. E na traseira disco de 240 mm com pinça de um pistão.

A Honda CB 650R 2020 custa R$ 37.900, nas cores prata metálico, azul e vermelho perolizados. Já a CBR 650R custa R$ 39.900, nas cores cinza metálico e vermelho, que reproduz o layout da 1000. 

Ficha técnica

Motor: 649cc, 4 cilindros, DOHC e refrigeração líquida

Potência: 88,4 cv a 11.500 rpm

Torque: 6,13 kgf.m a 8.000 rpm

Câmbio: 6 marchas 

Chassi: Diamond de aço  

Comprimento: 2.135 mm

Largura: 784 mm/749 mm (CBR) 

Altura: 1.076 mm/1.149 mm (CBR)

Altura do assento: 810 mm

Entreeixos: 1.449 mm

Suspensões: garfo invertido com 120 mm de curso e amortecedor ajustável na pré-carga da mola com 128 mm de curso  

Freios: discos de 310 mm com pinças de 4 pistões na dianteira e disco de 240 mm com pinça de 1 pistão na traseira

Pneus e rodas: 120/70-17 na dianteira e 180/55-17 na traseira

Tanque: 15,4 litros

Peso em ordem de marcha: 202 kg/207 kg (CBR) 

 

©Copyright Duas Rodas. Para adquirir direitos de reprodução de conteúdo, textos e/ou imagens: marcelo@revistaduasrodas.com.br     

 

APLICATIVO



INSTAGRAM