Duas Rodas
  • Revista Digital
  • Facebook
  • Instagram
  • Youtube


Indian terá novos produtos fora do segmento cruiser/bagger/touring

É o que antecipa o diretor de marketing, admitindo que uma das novidades pode ser uma tracker de rua

27/02/2017 às 10h19m

A decisão do grupo Polaris de encerrar a produção da Victory, anunciada nos primeiros dias de 2017, já surte efeitos. Na época a justificativa foi o investimento que se fazia em uma marca que dava prejuízo, enquanto a Indian, de propriedade do mesmo grupo, seguia crescendo. “Existe um determinado volume de investimento disponível na companhia, então o foco na Indian ajudará muito”, disse Reid Wilson ao site americano Motorcycle.com. “Agora existe investimento e pessoal adicional chegando à Indian”.

O encerramento da Victory não só permitirá acelerar o processo de crescimento da Indian como também levá-lo a novos caminhos. “Queremos reavivar o nome Indian com novos motociclistas, novos segmentos e novas motos além das cruiser/bagger/touring, tudo nos próximos dois ou três anos”, antecipa Wilson. Essa diversificação pode vir do aproveitamento de investimentos já feitos pela Victory em desenvolvimento – nos últimos anos a marca apresentou custom/cruiser esportiva, naked e até uma esportiva elétrica. “Olhando para o passado, a Indian já foi uma das companhias mais inovadoras, vencendo na Ilha de Man (...) Isso significa fazer coisas novas que as fabricantes americanas não estão fazendo agora”.          

Ao comentar a entrada da marca no popular campeonato americano AMA Pro Flat Track com uma nova moto, a FTR750, o diretor admite que é uma das possíveis novidades reservadas às ruas nos próximos anos: “Realmente faria sentido criar algo assim para uso de rua. Quando você entra na internet e todos dizem ‘Por que vocês não produzem isso?’, significa que faz muito sentido.”

 

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS


Classificados

Anunciar